© 2017 CURTA BOTAFOGO | Direitos reservados | Reprodução autorizada desde que citada a fonte. 

  • Facebook Social Icon

POSTS RECENTES: 

22.10.2019

Please reload

INGLÊS SOB MEDIDA

AULAS PARTICULARES

Baby face

02.07.2019

Vigora uma narrativa no mundo que enaltece a tecnologia e a ciência, em detrimento dos chamados valores humanísticos. Assim se iniciou uma espécie de peleja entre as ciências humanas e as exatas. E, claro, tal divisão – equivocada – atende a certa estratégia de mercado, que aposta na eventual indigência cognitiva. Com vistas ao trabalho. E na habitual ignorância programada. Cujo objetivo é o lucro.

 

Em verdade, toda ciência deve conspirar em prol do humano. Sempre foi assim desde Aristóteles, Sócrates ou Platão – tempo em que os saberes não eram excludentes.

 

Demonizar, portanto, o que há de humanístico nas ciências remete, hoje, à estrutura de pensamento análoga à era medieval. E há hordas de ideólogos do grotesco girando o mundo. Agora em rede.

 

Em tempos outros em que a cultura e a ilustração faziam parte do currículo tanto de médicos, quanto de procuradores; tanto de juízes, quanto de engenheiros foi que o espírito do ainda hoje considerado maior cirurgião plástico do mundo, Dr. Ivo Pitanguy, se forjou. E sempre unindo técnica e arte.

 

Estudioso profundo da cultura e da psiquê humanas, Pitanguy é também imortal da Academia Brasileira de Letras, uma vez que é autor de longa produção científico-literária.

 

Ivo veio, direto das Minas Gerais, montar sua base de trabalho e ensino no então bucólico bairro carioca:

 

Oscar Simonsen me mostrou uma casa na rua Dona Mariana, entre as ruas Voluntários da Pátria e São Clemente, no bairro Botafogo, uma verdadeira alameda de árvores quase sem edifícios, margeada por casas que remontavam a época do auge da aristocracia do Rio de Janeiro.

 

Em seu livro de memórias, Viver vale a pena, o cirurgião traça, com inteligência e graça, sua exitosa trajetória, mostrando que sua vasta cultura levou-o a percorrer o mundo, além de outorgar-lhe o troféu de o melhor.

 

Especialistas de todo canto se formaram na base de Botafogo, ou seja: as melhores mãos do mundo passaram pelas mãos de Ivo:

 

Com a abertura da clínica em Botafogo, o curso de pós-graduação em cirurgia plástica passou a usufruir de uma biblioteca onde os médicos-residentes e alunos podiam ter acesso a publicações especializadas, livros, fotografias e vasto material digitalizado.

 

Reconhecida por xeiques, príncipes – e sobretudo – princesas, a clínica-escola tornar-se-ia uma passarela de celebridades internacionais.

 

Pitanguy que, curiosamente, em tupi significa “criancinha”, “bebê” – à parte da cirurgia reparadora em queimados e acidentados em geral – ajudou muita estrela de Hollywood a voltar a ter de novo “aquele” rostinho encantador!

 

Diz que por Botafogo desfilaram um dia de Sophia Loren a Cher; de Pamela Anderson a Gina Lollobrigida.

 

Diz que até Lady Di, certa feita, pintou por ali...

 

 

 

 

 

 

 

 

A clínica Pitanguy, na rua Dona Mariana 65

.

 

*Lucio Valentim é professor de Literaturas, doutor em Letras Vernáculas e pesquisador visitante no Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC) da UFRJ

 

Artigos anteriores

 

Baudelaire tupiniquim

Cabeça de porco

Triângulos machadianos

Cronistas de época

Vinicius: primeiro amor em Botafogo

Botafogo do caos surreal

O cego mascando chicles

Pisava nos astros

Bandeira em Botafogo

Leite derramado em Botafogo

Existirmos

Hospício

Botafogo épico

Baú de ossos

Farofa mecânica

Drummond carioca

Clarão de Clarice

Roda da fortuna

Amor mendigo

Último baile

O dono do Dona

Corno manso

Questão de ordem!

Onde está Waly?

Animal poético

Luz de Lucinda

Bah, Bilac!

O que disse Rui

Nelson bota(va) fogo

Mineirices

O alienígena

Moradas

A pena de Alencar

Ilustre desconhecido

Folhetim

Do bar

Casarão

Ave, Silviano!

Arte palavra

Rumo de Braga

Corte cirúrgico

Samba na literatura

Cecília

Febeapá

Sem champanhe

Desbunde em Bota

Trem doido

Bairro adentro

Bárbaro

Napoleão em Botafogo

Ebó em Bota

Luz no túnel

Morte anunciada

Tiro, porrada e bomba!

Mordidelas ao pescoço

Aos 20

Mecenas...

Instinto

Bruxarias

Tamanho GG

Conexões

5 vezes Ditadura

Capitães-comunistas

Ação e reação

Samba do Ernesto

NUNCA MAIS!

Verdugos

Culatra

Dos Arroios à Conde de Irajá

Esculacha não!

Rock horror

Randevu em Botafogo

Ana

Gitano

Bastardo

Estrelas

Por que morrem os poetas?

Mama África

Quase Ministro

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload