© 2017 CURTA BOTAFOGO | Direitos reservados | Reprodução autorizada desde que citada a fonte. 

  • Facebook Social Icon

POSTS RECENTES: 

22.10.2019

Please reload

INGLÊS SOB MEDIDA

AULAS PARTICULARES

Todos pela Cultura em Botafogo

 

Quando poetas, músicos, jornalistas, produtores culturais, educadores, editores, bibliotecários, ilustradores, artistas plásticos, designers e atores se encontram, o papo costuma girar em torno da cultura e das dificuldades em se viver dela no Brasil.

 

Como conversando a gente se entende – e cria –, está nascendo a Rede Botafogo de Cultura Solidária, um coletivo formado por agentes e entidades culturais, sociais e ambientais, com o objetivo de atuar de forma cooperada para viabilizar projetos culturais no bairro de Botafogo. O primeiro encontro foi realizado no dia 20 de maio, no Espaço Cultural Olho da Rua.

 

A rede funciona segundo o princípio da solidariedade, em que a necessidade principal de cada membro se torna compromisso dos demais. Nesse modelo, a permuta de serviços é a principal forma de cooperação. Se alguém quer produzir um evento e não tem verba suficiente, outros membros da rede podem ajudar emprestando equipamentos de som, criando a cenografia, divulgando o evento ou mesmo cedendo o espaço. Ganha o produtor do evento, mas ganham todos os demais, que aumentam suas redes de relacionamentos e possibilidades de novos negócios. É cooperação em vez de competição.

 

 

Cultura nas praças

 

Durante o segundo encontro, realizado no dia 3 de junho, na FACHA - Faculdades Integradas Hélio Alonso, surgiu a proposta de levar atividades culturais às praças e ruas do bairro. Isso porque a Rede Botafogo de Cultura Solidária entende que os moradores devem ocupar os espaços públicos como forma de reduzir a violência.

 

O primeiro projeto da rede será um dia de atividades na praça Chaim Weizmann, em frente à Biblioteca Machado de Assis. A programação e a data ainda não foram definidas, mas o Curta Botafogo dará as informações em primeira mão.

 

 

A FACHA foi representada por Márcia Regina Alonso Pfisterer, vice-diretora; Sady Bianchini, professor e coordenador do Núcleo de Cultura; e Cláudia Lima, coordenadora de convênios e parcerias. Além deles, participaram o jornalista Mário Margutti e o editor José Mario Carvão, secretários da Rede; Antonio Breves, artista plástico e sócio do Espaço Cultural Olho da Rua; Ivana Bentes, jornalista e professora da Escola de Comunicação da UFRJ (ECO); Virgínia Rigot-Muller, gerente da Casa Rio; Lúcia Helena Santos Araújo e Leila Regina Santa, gerente e secretária da Biblioteca Machado de Assis; o jornalista e produtor cultural Leo Feijó; o empreendedor e community manager Neto Gama, do laboratório criativo Templo; os atores Pedro Wilson Soares e Viviane de Oliveira, do Grupo Teatro MAR; Bruna Seixas, do Museu do Índio; o músico e escritor Fabrício Fortes; a designer e ilustradora Drica Voivodic; a profissional de marketing Ivana Barradas; e os jornalistas Antonio Augusto Brito e Carla Paes Leme, editores do Curta Botafogo.

 

Leia também:  Ocupação do bem

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload