© 2017 CURTA BOTAFOGO | Direitos reservados | Reprodução autorizada desde que citada a fonte. 

  • Facebook Social Icon

POSTS RECENTES: 

22.10.2019

Please reload

INGLÊS SOB MEDIDA

AULAS PARTICULARES

Energia flamenca

16.05.2017

Quando entrei no Instituto Cervantes, dei de cara com a exposição fotográfica “Flamencuras” e toda aquela energia, força e beleza que o flamenco emana. Sendo música, canto e dança, essa cultura de origem cigana e mourisca mexe facilmente com meus sentidos.

 

O responsável pela profusão de sensações provocadas pelas fotos é o espanhol Diego Gallardo, que acredita que “para fotografar flamenco, há de vivê-lo, sentir-se apaixonado.”

 

Os fotografados são artistas conhecidos internacionalmente, como o violonista Paco de Lucía e a dançarina Paloma Fantova. As 26 obras expostas na mostra fazem parte de uma série iniciada por Gallardo em 2010, que já conta com um arquivo de mais de 5000 fotografias.

 

Apesar do estilo personalíssimo, Gallardo tem grandes referências no campo da fotografia: Pepe Lamarca, Elke Stolzenberg e Colita, de cujas obras se impregnou para dar forma à sua visão particular do flamenco.

 

É essa visão que Gallardo compartilha com os visitantes da exposição. Visão que ultrapassou em mim o sentido dos olhos e me deu vontade de aprender a tocar castanholas e sair dançando flamenco, esse patrimônio cultural imaterial da humanidade.

 

 

 

 

Serviço:

 

Exposição “Flamencuras”

Instituto Cervantes

Rua Visconde de Ouro Preto 62

De segunda a sábado, das 10h às 19h

De 27 de abril a 15 de junho

Entrada franca

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload