© 2017 CURTA BOTAFOGO | Direitos reservados | Reprodução autorizada desde que citada a fonte. 

  • Antonio Augusto Brito

Os 90 anos do Colégio Brasileiro de Cirurgiões


Fundado em 1929, no Rio de Janeiro, o Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) tem sua sede própria em Botafogo desde 1962. É a maior associação de cirurgiões da América Latina, com mais de sete mil associados e presença em todos os estados da federação. Pela história da instituição passaram alguns dos maiores cirurgiões do país, ministros de Estado e até um presidente da República.

O jornalista e colunista social Ibrahim Sued, nascido e criado em Botafogo, costumava se referir ao Colégio Brasileiro de Cirurgiões como “ninho dos cobras”. Com razão. Quando o Brasil entrou na Segunda Guerra Mundial, foi ao CBC que o Corpo de Saúde do Exército recorreu para oferecer um curso de emergência aos médicos convocados para a guerra.

Fizeram parte do quadro da instituição sumidades como Augusto Brandão Filho, precursor da neurocirurgia no Brasil e primeiro presidente do CBC; Euryclides Zerbini, primeiro cirurgião da América Latina a realizar um transplante de coração; Adib Jatene, cirurgião torácico e grande inventor – criador de um tipo de cirurgia do coração para tratamento da transposição das grandes artérias em recém-nascidos e do primeiro coração-pulmão artificial –; Ruy Escorel Ferreira Santos, um dos pioneiros em várias técnicas cirúrgicas, como a de cirurgias cardíacas com circulação sanguínea extracorpórea, para introdução de pontes de safena; e Ivo Pitanguy, o cirurgião plástico das celebridades.

Até mesmo o cirurgião urológico Juscelino Kubitschek – menos conhecido como médico do que como presidente da República e fundador de Brasília – se tornaria membro honorário do CBC, em 1956, quando abriu o V Congresso Brasileiro de Cirurgia. Raymundo de Moura Britto foi ministro da Saúde no governo Castello Branco, enquanto Adib Jatene ocupou a pasta nas gestões de Fernando Collor de Mello e Fernando Henrique Cardoso.

Uma história de crescimento

Desde sua fundação – com apenas 28 membros sob a liderança de Antônio Benevides Barboza Viana – até os dias de hoje, o CBC estendeu sua atuação a todos os estados da federação, em unidades denominadas “capítulos”.

A primeira sede própria foi inaugurada em 1962, no casarão da rua Visconde Silva 52, como resultado de uma campanha de captação de recursos liderada pelo presidente do CBC Raymundo de Moura Britto (1959-1961) junto a indústrias farmacêuticas, instituições financeiras e colegas cirurgiões. A campanha também contou com o apoio do então senador e médico Reginaldo Fernandes, que conseguiu uma verba especial do Governo Federal para o projeto. No final da década de 1970, o casarão foi demolido e, no mesmo endereço, foi erguido um moderno edifício de 11 andares, dos quais um é ocupado pela administração do CBC, dois integram o centro de convenções e os restantes são utilizados por consultórios.

A instituição é referência em programas de capacitação em cirurgia geral e programas de residência médica em cirurgia geral. Graças ao prestígio e à capacidade técnica do CBC, novos procedimentos cirúrgicos, como a videocirurgia, foram incluídos no rol do Sistema Único de Saúde. O título de Especialista em Cirurgia Geral – conferido pelo CBC, por meio de concurso, desde 1971 – é um certificado de excelência reconhecido internacionalmente.

Ao CBC estão conveniados o Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva; a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO); e as sociedades de Angiologia e Cirurgia Vascular, de Cirurgia Oncológica, de Cirurgia Cardiovascular, de Cirurgia Plástica, de Cirurgia Pediátrica, de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, de Cirurgia Torácica, de Coloproctologia, de Mastologia, de Oftalmologia, de Radiologia e de Urologia. Desde 1973, o CBC faz parte da Federação de Entidades Latino-Americanas de Cirurgia (FELAC) e, desde 1991, integra a Associação Médica Brasileira (AMB), como Departamento de Cirurgia Geral.

Foi pela busca permanente de excelência que o CBC chegou aos 90 anos, em 2019, saudável, renovado e cheio de planos. Não à toa, o “ninho dos cobras” é motivo de orgulho para o bairro de Botafogo.

Médicos da Força Expedicionária Brasileira foram treinados pelo CBC

O presidente Juscelino Kubitshek abre o V Congresso Brasileiro de Cirurgia em 1956.

* Antonio Augusto Brito é jornalista e adora história do Brasil

Outras histórias

Quem foram os voluntários da pátria?

A origem nada santa da rua São Clemente

Por que aquele canto da praia é chamado de Mourisco?

Dezenove de Fevereiro: de Pernambuco a Botafogo

Já se curtia Botafogo no tempo das diligências

Palácio da Cidade e dos cariocas

Botafogo é a melhor diversão

A rua mais antiga de Botafogo

Em terra de santa, quem batiza rua é padre

Nada é para sempre

Palácio dos Loucos

Eram todos policarpos

O crime que abalou o Rio

Rema, rema, rema, remador...

Igreja de Botafogo pode virar local de peregrinação

O general, o cachorro e a estátua viajante

O ex-futuro barão que vivia em Botafogo

Afonso Arinos

Saliência em Botafogo

Uma padaria de Botafogo na história do rádio

O fim trágico do Dr. Arnaldo Quintella

Sempre é tempo de Glauber

Árvore de 150 anos faz parte da história de Botafogo

Triângulo amoroso no high society

Um arquiteto de duas cidades

Casado com a inimiga

Jorge Street, o "industrial socialista"

Botafogo dos bambas

O Velho Guerreiro já morou em Botafogo

Lembranças de um gênio esquecido

O combate da rua da Passagem

Prazer e negócios

Da tragédia à solidariedade

Garota de Botafogo

Morte nos ares

Ziriguidum em Botafogo

Libertadores das Américas

José do Patrocínio e a Torturadora de Botafogo

Os limites de Botafogo

Foliões de Botafogo

Amor proibido

"Pai do Automobilismo" em Botafogo

O advogado do diabo e os ossos de Dana de Teffé

Biscoito Globo, sal e doce!

Fogo na Favela do Pasmado ou como nascem as Marielles

A infância em Botafogo de Luís Carlos Prestes

Guerra e Paz

O endereço mais famoso de Botafogo

Botafogo nas telas de pintores viajantes

Sorriso negro de Botafogo

Tráfico ilegal de escravos em Botafogo

O historiador caboclo de Botafogo

Jacob do Bandolim em Botafogo

Um regente do Império em Botafogo

Desaparecido

Tragam seus mortos

Solo sagrado de Botafogo

Craque com fama de rebelde

Pasmado - histórias e polêmicas

Poder e loucura

Quem foi rei nunca perde a majestade

Os irmãos Farani

Elizeth Cardoso, a Divina, morou em Botafogo

Cemitério de celebridades

Negócios e cavalos

Bambina

D. Pedro I se regenerou em Botafogo

Tragédia em Botafogo

Genocídio indígena

Abílio Borges, educador do século 19

Um aventureiro em Botafogo

Solar da Fossa

Pasquim

O Teatro Jovem e o Rosa de Ouro

Barbosa Lima Sobrinho, um democrata

O encontro do professor com o militar

Um malandro em Botafogo

O crime da Praia de Botafogo

O Marechal Niemeyer

A mais antiga sinagoga do Rio fica em Botafogo

E o mundo inteiro ouviu Tim Maia

Águia de Haia

Uma igreja, dois santos e muita história

#botafogo #ColégioBrasileirodeCirurgiões #CBC #JuscelinoKubitshek

46 visualizações